De volta

Estou de volta
Do lugar de onde nunca deveria ter saído

Estive distante de meu vício
Distante da caneta
Distante da poesia

Agora volto
E não serei calado
Estou de volta para ficar
Ocuparei meu lugar

O jovem lutador
O jovem escritor
O jovem estudante
Tão jovem

A poesia é parte de mim
E eu sou parte poesia
Não posso existir sem ela

Durante as noites as palavras fogem de minha mente
Está na hora de as prender
Está na hora de mostra-las

Está na minha hora
É hora de voltar
E agora estou em casa novamente


Siga-me em minhas redes sociais:

Instagram – lyncon_mo

Twitter- @lyncon_mo

Facebook- Electronic Maze

Anúncios

2 comentários sobre “De volta

  1. Seu poema fez-me pensar sobre a questão de deixar os pensamentos fugirem, pois já ocorreu comigo diversas vezes. Eles são preciosos de mais para se ter em apenas um determinado momento. Os pensamentos se vão, mas as palavras no verso não.

    Parabéns! Bem-vindo novamente ao lugar que você nunca deveria ter saído. A poesia não é somente sobre ela, mas igualmente sobre você.

    Curtido por 1 pessoa

Hey ! Comente aqui o que achou dessa obra !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.