Dividas

Vivemos presos a nossas dividas Onde os zeros significam muito E as pequenas porcentagens se multiplicam

O ano em que o mundo parou

Uma rua de São Paulo vazia devido ao isolamento social

Os aviões ficaram no chãoE as pessoas em casaO ritmo da vida foi quebrado O mundo parouO mundo mudou As máscaras se tornaram uma proteçãoE o álcool gel uma necessidade Os cruzeiros ficaram em seus portosAs férias em casaCrianças sem escolaE sem a rua também Já dizem que o novo normal começouMas nada me parece … Continue lendo O ano em que o mundo parou

Rosas

Dried roses Esperava as rosasE delas recebeu apenas os espinhosPois as pétalas foram arrancadas aos gritosE jogadas ao mofo Dois corações tão abertosDois corações tão machucadosMesmo tão jovensParecem tão velhos O mar de rosas secouCom as pétalas sendo arrancadas uma a umaNum turbilhão de emoçõesEm tremores de alma São esses os terrores de que você … Continue lendo Rosas

A critica: Tempo desconjuntado

Capa do livro, imagem obtida através do Kindle (por isso em preto e branco) Escrito por Philip K. Dick, o livro conta a historia de Ragle Gumm, um homem que tem como "profissão" participar de um concurso semanal que um jornal local mantém, vivendo uma vida simples ao lado de sua irmã, cunhado e sobrinho. … Continue lendo A critica: Tempo desconjuntado

Dente de leão

No final de tudoSomos tão frágeisQuem irá dizer que somos feitos para durar? Mas mesmo assimCrescemosProsperamosOrgulhosos, apesar da fragilidade Mas a própria existência é efêmeraSempre a beira do caosA um passo do fimUm dia de cada vez Mas em um dia de ventoA beleza se vaiA flor se desfazE se espalha pelo ar Morre como … Continue lendo Dente de leão

O convidado

Os corações se aceleram Em fim o grande momento chegou Já estivemos aqui antes Já estivemos aqui varias vezes Mas é sempre a mesma tensão Os corpos precisam se encaixar Não somos apenas nós dois Há um convidado É o desejo de sempre querer mais O insaneável desejo por prazer O querer mais, sempre mais … Continue lendo O convidado