Campo abandonado

Os velhos tambores de guerra já não tocavamE nem gritosEra um campo de batalha abandonadoDe uma batalha que a muito já tinha acabado As noites eram sempre escuras e sombriasOuvia-se dizer que ainda era possível escutar os sons da guerraMas esse fogo a muito apagouNessas noites escuras você só precisa de uma faísca Havia um … Continue lendo Campo abandonado

A crítica: O senhor do vento

Capa do livro O Senhor do Tempo

Capa retirada do kindle. Nesse conto, primeiro somos introduzidos à um aconchegante sítio, que a principio não mostra nenhuma referência de em que época a historia se passa, o conto se constrói como infantil por algumas paginas, e em algum momento, o protagonista Zezinho, tomado pela curiosidade infantil ao ver uma porta aberta para um … Continue lendo A crítica: O senhor do vento

A guerra de outro

Até aquele momento nunca tinha sentido aquilo Não era só nojo Não era só uma ânsia e enjôo Mas uma mistura disso Como alguém pode ser tão cego? Como alguém pode falar tanta besteira? Mas quando se está escondido é fácil Se escondendo é fácil atacar Era um estranho sentimento Eu sabia que não era … Continue lendo A guerra de outro

Pocket : Campo abandonado

As noites eram sempre escuras e sombrias Ouvia-se dizer que ainda era possível escutar os sons da guerra Mas esse fogo a muito apagou Nessas noites escuras você só precisa de uma faísca Havia um tempo para tudo Mas para algumas coisas esse tempo já tinha passado Se gostou desse post, compartilhe com seus amigos … Continue lendo Pocket : Campo abandonado